Sindser crê em nepotismo na colocação de filho de diretor da CEB no GDF

Paulo Tadeu, e Magela

Servidores públicos do Distrito Federal não viram com bons olhos o fato de o filho do diretor-geral da Companhia Energética de Brasília (CEB) ter sido nomeado para cargo comissionado na Secretaria de Governo. Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores do DF (Sindser), Francisco Alves de Souza, a situação causa, no mínimo, estranheza.

José Ricardo Bianco Fonseca, filho de Rubem Fonseca, diretor-geral da CEB, foi nomeado para cargo de coordenador chefe da Coordenadoria de Articulação dos Órgãos da Administração Direta e Indireta e Acompanhamento das Políticas Públicas da Secretaria de Governo, capitaneada por Paulo Tadeu (PT). A nomeação foi publicada no Diário Oficial do DF, em 25 de janeiro deste ano.

“A impressão que dá é de um tipo de nepotismo cruzado. Como vai ser quando ele assumir? Ele vai poder fiscalizar o próprio pai? Parece muito com nepotismo cruzado. Não quero fazer prejulgamentos, sem direito a defesa e ao contraditório. Vamos pedir para que nosso Departamento Jurídico análise esse caso”, comentou o dirigente sindical.

Para o presidente do Sindser, independentemente da leitura jurídica da questão, a situação causa um grande desconforto do ponto de vista ético e moral. Segundo Alves, em alguns casos as leis ficam ultrapassadas diante da realidade e, nestas ocasiões, é importante que elas sejam ser revistas.

Jornal de Brasília

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s