Polícia Federal cumpre seis mandados judiciais na 13ª fase da Lava-Jato

Desde a madrugada desta quinta-feira (21/5), a Polícia Federal cumpre seis mandados judiciais na 13ª fase da Operação Lava-Jato, que investiga um grande esquema de corrupção na Petrobras. As ações ocorrem em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. São quatro de busca e apreensão, um de condução coercitiva – quando a pessoa é levada para depoimento – e um de prisão preventiva.

Dos quatro mandados de busca, um será cumprido em Itanhandu (MG), outro no Rio de Janeiro e dois em São Paulo. Os mandados de condução e de prisão serão cumpridos em São Paulo. Segundo a PF, o objetivo é apurar fatos criminosos atribuídos a dois operadores financeiros. Segundo a investigação, eles atuavam junto a contratos firmados por empreiteiras com a estatal.
Dezesseis policiais federais foram destacados para a operação de hoje. O preso será trazido para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde permanecerá à disposição da Justiça Federal.

Vaccari
Na última fase da operação, em 15 de abril, o tesoureiro afastado do PT, João Vaccari Neto, foi preso. Ele é investigado por suspeita de receber propina no esquema de corrupção na Petrobras. A esposa dele, Giselda Rousie de Lima, teve um mandado de condução coercitiva e foi ouvida em casa. A cunhada do tesoureiro, Marice Corrêa de Lima, também foi presa, mas ganhou a liberdade dias depois.

PUBLICIDADE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s