Em Total Nudez “

Em Total Nudez ”

Finalmente , minha alma , eu te vejo assim como és :
Em total nudez …
Sem um fio das roupagens do velho ego .
Eu te vejo em teu puro Ser ,
Sem um átomo do falso Ter ,
Livre de todas as impurezas do pensar , do querer , do agir .
Vejo-te como um sopro de Deus ,
Como um raio de luz ,
Como uma excelsa emanação da Divindade .
Vejo-te , minha alma , em teu autêntico Eu-sou .
Perdi de vista todas as praias dos sentidos ,
Todos os litorais do intelecto ,
Todos os horizontes dos meus amores .
O meu divino Ser se desligou de todo o Ter , de todo o pensar , de todo o querer .
Naufragaram , no mar da eterna verdade ,
Todas as naus das minhas ilusões ,
Todos os nadas humanos foram plenificados pelo tudo divino .
Mestres do espírito haviam proibido que eu me amasse a mim mesmo ,
Porque só o meu próximo era objeto de amor .
Ai , quantas vezes afirmei esse amor-alheio substituindo o amor-próprio .
Mas eis que o Mestre dos Mestres disse :
” Ama teu próximo como a ti mesmo ” .
E eu descobri que só posso ter amor-alheio na medida do amor-próprio .
Revoguei do exílio injusto o meu amor próprio ,
E fi-lo modelo para meu amor-alheio .
Amo o meu Eu no Tu ,
E amo o meu Eu em Deus ,
Eu amo todo o Tu alheio assim como amo o meu Eu próprio .
E eu amo o meu Eu divino porque amo Deus em mim .
Amor próprio é auto-afirmação , é Teo-afirmação .
Nesta total nudez de minha alma ,
Nesta cristalina diafania de mim mesmo ,
Eu me vejo , Senhor , como uma creatura creadora ,
E , horrorizado da minha responsabilidade ,
Procuro fugir da Tua presença …
Ai de mim , se eu Te restituir apenas aquilo que de Ti recebi !
Ouvirei a sentença da minha condenação :
” Servo mau e preguiçoso ” .
Feliz de mim , se te restituir o que é teu –
E te der também o que é meu :
Se te der também o que é meu , ouvirei :
” Servo bom e fiel , entra no gozo do teu Senhor . ”
Que tenho eu até agora que seja meu ?
Acumulei objetos ao redor de mim , que não poderei levar comigo .
Que fiz eu dentro de mim que possa levar comigo ?
Posso dizer que dupliquei os dons que Deus me deu ?
Que vou devolver a Deus mais do que de Deus recebi ?
Creei valores eternos em mim – ou acumulei fatos efêmeros ao redor de mim ?
Se não sou pecador por comissão , não serei pecador por omissão ?
Quanto mais me vejo assim , na total nudez da verdade , fico apavorado ,
Ainda que eu seja trabalhador da última hora , doravante trabalharei na vinha de Deus ,
Com amor e alegria ,
Com entusiasmo e dedicação .

Huberto Rohden

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s