MINHA EXPERIÊNCIA GASTRONÔMICA NO MADERO

b68ce04d-242d-4500-99f3-a61e4fbf67cb.jpg

Vamos lá, é preciso dizer o que vi e o  que comi, falar com sinceridade sobre a minha experiência com o Madero. Fui atraído pela propaganda da Globo, onde tem como garoto propaganda o Luciano Huck, ele fala sobre o alface orgânico, o pão crocante, de fato é mesmo especial, o pão é bom.

Contudo, o sanduíche não tem muito mais a oferecer além desse pão fresco e crocante. A carne é comum, com um queijo também comum. O preço não é nada acessível, pois um sanduíche custa em média 38 reais, os mais em conta. Então pedi um sanduíche, e uma porção de palmito, que custou 42 reais, e não era nada do que eu imaginei, apenas esquentado numa grelha, com o único tempero, azeite ou manteiga, eu preferi azeite.

A decepção foi tanta que tive que pedir outro prato, pois não me satisfiz, na verdade não comi o palmito, pelo insípido paladar que essa “iguaria” me proporcionou. Então pedimos um lombinho, que até veio em uma porção generosa, todavia era só a carne à milanesa, com um molho de tomate derramado em cima, sem tempero algum, apenas o tomante liquidificado, sem alho, cebola ou outro tempero qualquer.

O Madero tem fama, gasta muito com propaganda em horário nobre, mas seu paladar nada tem de nobreza, é necessário melhorar o cardápio para equiparar à estrutura que vende em seus belo e caros anúncios.

Evan do Carmo 06\11\2019