Todos os posts de Evan do Carmo

Jornalista, escritor e poeta

ENTREVISTA COM O JORNALISTA E POETA EDERSON MARQUES

 

21427595_1520264228012803_4103798639195697787_o.jpg
Ederson Marques

Quais foram as suas primeiras influências para a escrita e poesia?

Eu deveria ter uns 15 anos quando me interessei pelo jornalismo. Comecei a ler tudo que aparecia: jornais, revistas, livros, folhetos…  Tudo era uma diversão. Cursei jornalismo e, assim, tive acesso a tantos bons autores. A poesia veio por meio de um amigo de curso. Flávio Correa tem alma nobre e sempre recitava poesias no trajeto de nossas casas para a faculdade. A gente dividia carona. Ele, desde aquela época, já escrevia poesias. Grande poeta, diga-se de passagem. Com ele, vieram nomes como Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes, Bertolt Brecht…

Em que momento você sentiu a necessidade de escrever?

Continuar lendo ENTREVISTA COM O JORNALISTA E POETA EDERSON MARQUES

Anúncios

ENTREVISTA COM A POETA FLORANITA PEREIRA

capa TTTTTTTTTTTTTT.jpg
Floranita Pereira

Quem é Floranita Pereira?

Diria que um ser plural,carregando muitos eus.
Quais?
A menina, sempre e suas fantasias,a mulher e suas paixões,a mãe e avó e o amor incondicional,o ser social engajado em algumas causas e o ser poeta que transita por todos esses seres e rouba de cada um a essência que fluirá e se fará  poesia conjugando tempo,razões e emoções na feitura do poema.
Esse é meu rosto entre dimensões que não me limitam,A flora que aflora em eterna floração da flor- poesia.

Quais foram as suas primeiras influencias para poesia?

Continuar lendo ENTREVISTA COM A POETA FLORANITA PEREIRA

E N T R E V I S T A COM O POETA IVANILDO BATISTA CHAVES

19990562_697744407062564_2014742351983767501_n
Ivanildo Batista Chaves – Poeta

P – Quais foram as suas primeiras influências para a escrita e poesia?

R – As minhas influências primeiras na poesia foram, sem dúvida nenhuma, os poetas populares, os cordelistas, os repentistas, que, com suas improvisações criativas e conhecimento intuitivo da métrica perfeita, encantavam-me. Posteriormente, após conhecer mais profundamente a poesia e os poetas clássicos portugueses e brasileiros, nas aulas de literatura do antigo ginasial, apaixonei-me pelas rimas e a métrica dos poemas daqueles sonhadores. Nessa fase, o poeta que mais me impressionou foi o baiano Castro Alves, com a sua poesia abolicionista entusiástica e revolucionária, além do satírico Gregório Matos, o “Boca do Inferno”, e Olavo Bilac.

P – Em que momento você sentiu a necessidade de escrever?

Continuar lendo E N T R E V I S T A COM O POETA IVANILDO BATISTA CHAVES

ENTREVISTA COM O POETA SILAS CORREA LEITE

 

19417317_806701399504156_8647223000075790502_o
Poeta-Silas Correa Leite

 Quem é Silas Correa Leite?

-Um plantador de incêndios. Ou, talvez, um mero ponto de interrogação à beira do abismo. E que desesperadamente, em surto-circuito contínuo até, feito uma catarse sobrevivencial, escreve para fugir de viver, e assim, de algum modo em ponto de fuga, tentar habitar uma realidade substituta, muito melhor do que conviver e residir com essa mórbida “gentehumana”. Será o impossível?
Quais foram as suas primeiras influências para a escrita e poesia?
Continuar lendo ENTREVISTA COM O POETA SILAS CORREA LEITE

Justiça nega indenização ao fotógrafo Luiz Silva

Olho por olho. A lei que faz tropeçar.

24174208_755046457999025_7044780051813634451_n
Fotógrafo Luiz Silva

Justiça de São Paulo Nega pela segunda vez o pedido de indenização ao fotógrafo Luiz Silva que perdeu a visão em um olho após ser atingido por uma bala de borracha da PM durante protesto em julho de 2013

Silva entrou com recurso no tribunal de justiça pedindo indenização do Estado de São Paulo no valor de r$ 1.200.000 além de uma pensão mensal e o reembolso por despesas médicas.

Em agosto o juiz Olavo Zampol Júnior já havia negado o pedido alegando que o fotógrafo seria culpado por ter ferido já que se colocou em situação de risco ao se posicionar entre a polícia e os manifestantes para fotografar o protesto.

Nesta quarta-feira (29), a Nona Câmara de Direito Público, do TJ-SP, indeferiu por unanimidade a concessão do benefício porque o fotógrafo não conseguiu provar que foi realmente atingido por balas disparadas por policiais militares.

A mensagem da justiça é clara, junto com um recado do estado para o cidadão: “Não saia às ruas, não se envolva em protesto de qualquer ideologia política, pois caso perca um olho, um braço ou perna, o estado e a justiça não garantem reembolso ou indenização.”

Nasa informa que asteroide deve ”visitar” a Terra antes do Natal

Nasa/ Divulgação
Não há motivo de pânico, pois é quase improvável que o asteroide atinja a Terra
A comunidade científica identificou que até o Natal, um asteroide de 5 km deve passar próximo da Terra. O objeto é conhedico como 3200 Phaeton e deve ficar a cerca de 10 milhões de quilômetros do planeta no dia 16 do mês. A distância é equivalente a 27 vezes mais próxima que a lua está do nosso planeta.
As informações foram divulgas pela Nasa nessa segunda-feira (27/11). Segundo eles, não há motivo de pânico, pois é quase improvável que o asteroide atinja a Terra.
Denominado de Phaeton, o asteroide lembra a história da mitologia grega, em que um filho do Deus do Sol, chamado de Faeton, rouba a carruagem do pai e passeia pela galáxia.

ENTREVISTA COM O POETA JARI ZAMAR

16473228_1729557840706883_385354557572483836_n (1).jpg
Jari Zamar

Quem é Jari Zamar?

Na minha modesta opinião, Jari Zamar é um cara porreta, macanudo mesmo! Posso parecer pretensioso, mas se eu não gostar de mim, não me admirar, como é que eu vou querer que as outras pessoas, principalmente os meus leitores, gostem? Brincadeiras à parte, Jari Zamar é uma pessoa simples, com trânsito fácil nas mais diversas camadas sociais. Já almoçou em barracos, na favela, e em palácios com governadores de estado. Talvez essa vivência tão diversificada tenha sido a responsável por sua versatilidade, tanto quanto à temática como ao estilo de escrever.

Continuar lendo ENTREVISTA COM O POETA JARI ZAMAR