Todos os posts de Evan do Carmo

Jornalista, escritor e poeta

A IMAGINAÇÃO CONTRA A REALIDADE

Resultado de imagem para Hamlet
Crie você mesmo seu próprio mundo em sete dias

Sobre o ato de escrever, ficção e descrever fatos reais. Quem de fato é o escritor, aquele que relata o que viu ou aquele que inventa o que não sabe nem viu? Sim, o jornalista, cronista, poeta, roteirista, são escritores,  porque de fato fazem uso da ferramenta de criar textos, mas neste meu contexto é preciso perceber o que se pretende quando se escreve, fotografar belas paisagens ou criar novos horizontes, pôr novas formas e outras cores no arco-íris?

Continuar lendo A IMAGINAÇÃO CONTRA A REALIDADE

Anúncios

A IMAGINAÇÃO CONTRA A REALIDADE

Resultado de imagem para Hamlet
Crie você mesmo seu próprio mundo em sete dias

Sobre o ato de escrever, ficção e descrever fatos reais. Quem de fato é o escritor, aquele que relata o que viu ou aquele que inventa o que não sabe nem viu? Sim, o jornalista, cronista, poeta, roteirista, são escritores,  porque de fato fazem uso da ferramenta de criar textos, mas neste meu contexto é preciso perceber o que se pretende quando se escreve, fotografar belas paisagens ou criar novos horizontes, pôr novas formas e outras cores no arco-íris?

Alguns escrevem a partir do que sabem, sobre o que viveram. Outros, com base no que sabem e no que viveram, pois é quase impossível ser totalmente isento de opiniões pessoaias, quando se escreve. Mas há outros de quem falo, estes escrevem sobre o que não sabe nem viveram. Contudo, sua força imaginativa é tão grande que criam outros mundos, dão luz a outras vidas, inventam personagens e, com suas ideias criam eventos grandiosos, daí nascem outros mundos, universos paralelos, sob a batuta da ficção, se cria a verdadeira obra de arte.

Não me refiro às obras adaptadas, ou ainda àquelas que nos servem de inspiração e arquétipo para compor algo novo, como por exemplo, Hamlet. Shakespeare fez isto com suas grandes peças, muitas foram criadas a partir de lendas, mas o velho bruxo ou bruxa, pois não sabemos de fato seu sexo ou quantos eram, Shakespeare deu outro rumo aos seus enredos, atingindo a divindade e a maestria de um criador de universos, mas nós não ignoramos sua arte imaginativa, pois é fato que ele superou, em magnitude estelar, tudo o que já havia sido escrito, especialmente com seu Hamlet, sua grande obra de arte.

“A tragédia de Hamlet, príncipe da Dinamarca), geralmente abreviada apenas como Hamlet, é uma tragédia de William Shakespeare, escrita entre 1599 e 1601.[2][3] A peça, situada na Dinamarca, reconta a história de como o Príncipe Hamlet tenta vingar a morte de seu pai, Hamlet, o rei, executado por Cláudio, seu irmão que o envenenou e em seguida tomou o trono casando-se com a rainha. A peça traça um mapa do curso de vida na loucura real e na loucura fingida — do sofrimento opressivo à raiva fervorosa — e explora temas como a traição, vingança, incesto, corrupção e moralidade.”

Podemos dizer que Cervantes, escreveu algo original, sim? Apesar de que lendas, cavaleiros e donzelas, príncipes e palácios faziam parte da sua vida, real e imaginativa, pela leitura de tantos outros livros do gênero, mas foi com este material mental, consciente e inconsciente que ele deu vida nova, única e imortal ao seu incomparável cavaleiro da triste figura. Contudo, Cervantes criou nada mais nada menos, criou um Dom Quixote, com seus medos, fantasias e, sobretudo com sua loucura adorável, Cervantes fez o que ninguém jamais havia concebido, um herói bom, honesto e livre de todo tipo de hipocrisia humana e preconceito, um herói que faz tudo o que pensa ser possível para realizar sua fantasia cósmica de criar um mundo moralmente melhor que o nosso, um mundo justo e bom.

José Saramago, voltando ao verdadeiro gênio criativo. Saramago criou vários nundos, alguns a partir de histórias reais, mas o mais significativo, seu Ensaio sobre a Cegueira, este tem ressonância universal, este supera todos os outros livros por ele escrito, pelo fato de se tratar de uma leitura crítica e inédita da sociedade humana atual, contudo, agregou à obra suas pinceladas geniais de imaginação, humor, sarcasmo e poesia.

Portanto, penso desta forma, é evidente que não sou absoluto em minha tese, quando afirmo categoricamente, que a imaginação supera a realidade, quando digo que escrever é um ato simples, que não requer inteligência especial, portanto todo ser humano o pode fazer. Todavia, se pretende ser um grande escritor, crie você mesmo seu próprio mundo em sete dias, só assim terá o respeito de muitos, e a adoração de todos os outros mortais.

Evan do Carmo 14/04/2018

DE LONGE QUASE TODOS SÃO NORMAIS

nietzsche4
Nietzcshe

Minha crônica diária, sobre a lucidez humana. Basta ler as notícias para perceber se nos enquadramos dentro de um perfil comum, a forma como reagimos determina se somos ou não normais.

Leio hoje, STF julga nesta quinta se Antonio Palocci tem direito à liberdade O Supremo negou habeas corpus ao ex-ministro, mas decidiu analisar hoje os termos da prisão preventiva devido à longa duração da medida, que já dura mais de um ano.

Continuar lendo DE LONGE QUASE TODOS SÃO NORMAIS

A SINUOSIDADE DOS CRONISTAS BRASILEIROS

saramago tls
José Saramago

Pode parecer comum, mas é covarde. Contudo, para tantos outros espíritos que circulam pela marginalidade da escrita, a famosa retórica de boteco, onde o cidadão tenta se movimentar em várias frentes, sempre atento ao que seus ouvintes gostariam de ouvir, a ideia central destas pequenas almas é manter a boa relação com a maioria.

Lendo hoje um artigo, de um velho jornalista de Brasília, colunista do Correio, onde o cidadão compara Lula com Robin Hood:   “As atitudes de Lula foram estudadas para ter um simbolismo político robinwoodiano, inspirado no famoso “bandido social”  Tentei fazer um comentário sobre o texto, mas não consegui, a ferramenta do site, das duas uma, ou não funciona ou foi bloqueado de propósito, para críticas e elogios.

Este tipo de comportamento premeditado é comum entre estes senhores de almas rasas, pois estes cronistas atuais não têm liberdade de expressão, nem condições de pensar por conta própria, são pagos para dizer o que outros gostariam. Até Machado de Assis foi condenado pela história por não se envolver nas grandes discussões políticas do seu tempo, também por ser amigo de gente poderosa. Assim, penso que um espírito livre não deve entrar para o jornalismo nem para a política, para não ser preso nem morrer de fome.

Se formos estudar outros escritores e suas relações com a política, veremos que, como Saramago, outros tentaram, mas logo perceberam que era um barco furado, desta forma, no caso de Saramago, perdemos um mal político e ganhamos um Nobel de Literatura.

Meu comentário censurado.

“Bom dia, meu caro colega, sobre este seu texto… muito fraco, apenas uma síntese do que foi dito… Sem contudo se posicionar sobre o fio cinza da neutralidade inteligente e necessária, para teu nobre ofício. Falta-te isenção e eloquência para tal assunto polêmico… A citação: ” As atitudes de Lula foram estudadas para ter um simbolismo político robinwoodiano, inspirado no famoso “bandido social” que tirava dos ricos para dar aos pobres. “ é vulgar, pueril, sinuosa, sem conteúdo!!!”

“Infeliz é o homem que pensa mais do que devia sobre sua importância no mundo. Portanto, não é o voto do povo nem o poder do político eleito que governam um mundo, nem uma sociedade específica. As forças dominantes são de outra esfera. É o capitalismo quem dita todas as regras de convivência sociais e todas as formas de governo em todo planeta.”

                                                                   Evan do Carmo. Síntese do livro, o moralista de 2009

Evan do Carmo 10/04/2018

 

Moro determina prisão e dá 24 horas para Lula se apresentar à PF

HHHH
O juiz Sérgio Moro, titular da 13ª Vara Federal de Curitiba e responsável pela operação Lava-Jato em primeira instância, expediu mandado de prisão para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo o documento assinado pelo magistrado, Lula tem até as 17h desta sexta-feira (6/4) para se entregar à Polícia Federal.

Continuar lendo Moro determina prisão e dá 24 horas para Lula se apresentar à PF

Almas negras – Everton Meeiros

Resultado de imagem para corvos
foto: http://www.megacurioso.com.br

São 22h33.

            Sentado numa antiga poltrona em veludo verde-musgo, adornada com recortes em imbuia envernizada e capitonê no espaldar, Howard Koontz, fumando seu charuto cubano preferido, observa a chuva torrencial que se choca contra a ampla janela de sua sinistra sala de estar, no vigésimo e último andar do hotel King Edgar Palace. Sem trégua, relâmpagos e trovões alternam-se durante a caudalosa chuva que cai há dias. Não há ninguém naquele apartamento, exceto Howard.

Continuar lendo Almas negras – Everton Meeiros

POEMAS PARA BRASÍLIA EVAN DO CARMO

BRASÍLIA

Penso na cidade como musa
como Daphne, ninfa de Apolo
de traços retilíneos 
de beleza sensual extravagante.

Um teatro a céu aberto
de trágicas comédias
de absurdos humanos.

Não és Roma nem Atenas
mas que pena
te falta um Júlio César
te sobra Lulas e Tancredos,
até um Ulisses ensaiaste.

Que fiasco foi a tua utopia
um paraíso restaurado
delírios de Dom Bosco
um padre embriagado
musa de mármore
de sangue quente e alma fria.

Tua presunção a Divindade te destrói
foste ao topo de toda sonhada vaidade
mas no fundo, Brasília
és menina moça
de semblante calmo e sereno
de pele macia e cor de rosa…

Teu futuro está no lago
entre o Sul e o Norte
nas Asas do Destino
onde a esperança do povo
é sempre verde e forte.

Evan do Carmo 04/04/2018

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, noite e atividades ao ar livre