Arquivo da categoria: Sem categoria

Aylton Gomes e Rôney Nemer terão de devolver mais de R$ 4 mi aos cofres

Os deputados distritais são acusados de participar do esquema da Caixa de Pandora. De acordo com a Justiça, ambos recebiam mesada para aprovar projetos de interesse do governo

Cadu Gomes/CB/D.A Press
Além de ter que ressarcir os cofres públicos, os direitos políticos de Roney Nemer (E) e Aylton Gomes (D) foram suspensos por 10 anos

Os deputados distritais Aylton Gomes (PR) e Rôney Nemer (PMDB) foram condenados ontem por envolvimento no suposto esquema de pagamento de propinas em troca de apoio político ao Executivo, entre 2007 e 2009, na Câmara Legislativa. O juiz Álvaro Ciarlini, da 2ª Vara de Fazenda Pública do DF, mandou os parlamentares devolverem a mesada que teriam recebido e ainda triplicou esse montante como multa pela participação no episódio. O magistrado aplicou também uma indenização no valor de R$ 1 milhão a título de danos morais para a população pelo constrangimento provocado pelo escândalo da Caixa de Pandora, de repercussão nacional.

No total, Aylton Gomes terá de desembolsar R$ 2,092 mihões e Nemer R$ 2,104 milhões para ressarcir os prejuízos apontados pela Justiça. Eles também ficaram com os direitos políticos suspensos e impedidos de firmar contratos com o Poder Público pelo período de 10 anos. Ambos poderão ainda recorrer à segunda instância para tentar reverter a sentença. Esses são os primeiros deputados distritais ainda com mandato condenados pela participação nas denúncias da Pandora.

Continuar lendo Aylton Gomes e Rôney Nemer terão de devolver mais de R$ 4 mi aos cofres

Anúncios

Deputada Telma Rufino, envolvida na OPERAÇÃO TRICK

Deputada Telma Rufino, segundo fonte ela deve renunciar esta semana

O andamento das investigações sobre a megaoperação de lavagem de dinheiro para financiamento de campanhas eleitorais do Distrito Federal reforça a linha de trabalho da polícia sobre a existência de uma teia de troca de favores bem definida. Edigard Eneas da Silva, por exemplo, um dos chefes do esquema fraudulento, mencionava ser amigo da deputada distrital Telma Rufino (PPL). Ele ostentava que, caso a então candidata ganhasse a eleição, seria recompensado com um cargo público no Executivo local. Edigard também dizia financiar a campanha eleitoral da parlamentar e do ex-diretor-geral do Transporte Urbano do DF (DFTrans) e presidente regional do Partido da Pátria Livre (PPL), Marco Antônio Campanella.

Edigard é um dos principais mentores da fraude que chegou a alcançar R$ 100 milhões. Ele mantinha reuniões com gerentes de bancos para negociar empréstimos ilegais e criar empresas fantasmas em nomes de laranjas. O grupo era chefiado por Edigard — que ocupou cargos no Executivo local —, o primo dele Sérgio Eneas Silva e o empresário Rogério Gomes Amador. Sérgio era gerente de uma agência do Banco do Brasil em Taguatinga e, de acordo com a investigação, é suspeito de facilitar os empréstimos (leia Entenda o caso).

Continuar lendo Deputada Telma Rufino, envolvida na OPERAÇÃO TRICK

Prejuízo a noivas pode chegar a R$ 1 milhão; já são 42 vítimas

Segundo informações da Polícia Civil, o prejuízo causado pela empresa de decoração e fotografia de Chrisanto Lopes Netto Galvão às noivas a quem prestava serviço já chega à R$ 936 mil. Até o momento, 42 vítimas registraram ocorrência. As investigações da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro) apontam que em torno de 100 pessoas teriam sido lesadas. Até às 11h deste sábado (9/5), ninguém tinha sido preso.

Ronaldo de Oliveir/CB/D.A Press

O dono da empresa chegava a cobrar até R$ 50 mil por casamento. Ele teria declarado falência, no entanto, os clientes não foram informados. As noivas informaram que o homem não atendia ligações nem respondia a e-mails. Quando algumas delas foram até a loja, na quadra 303 do Sudoeste, encontraram o estabelecimento fechado. A última informação é que o suspeito teria fugido para Paris.

De calça jeans, Rollemberg imita Agnelo e pedala até o Buriti para incentivar a prática

Marcelo Ferreira/CB/D.A PressCom a proposta de dar exemplo para os brasilienses ao priorizar a bicicleta como meio de transporte, principalmente no trajeto para o trabalho, o governador Rodrigo Rollemberg trocou o carro oficial pela magrela. Ele saiu às 8h30 desta sexta-feira (8/5) da 206 Sul com destino ao Palácio do Buriti, mas esqueceu de trocar a tradicional calça jeans por roupas mais leves recomendadas para a prática do pedal.

Continuar lendo De calça jeans, Rollemberg imita Agnelo e pedala até o Buriti para incentivar a prática

Câmara rejeita emendas e conclui votação do ajuste fiscal

O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu nesta quinta-feira (7/5) a votação da Medida Provisória 665/14, que muda as regras de concessão do seguro-desemprego, do abono salarial e do seguro-defeso para o pescador profissional artesanal. A MP faz parte do pacote de ajuste fiscal do governo e será votada ainda pelo Senado.

O texto aprovado é o relatório da comissão mista, de autoria do senador Paulo Rocha (PT-PA). Nesta quinta-feira, foram rejeitados todos os destaques e emendas apresentados.

A MP muda a quantidade de meses trabalhados antes da demissão que o trabalhador terá de comprovar para solicitar o seguro-desemprego. Pelo texto aprovado, na primeira solicitação, o trabalhador precisará comprovar o recebimento de salários em, pelo menos, 12 meses nos 18 meses anteriores à data da dispensa.

Continuar lendo Câmara rejeita emendas e conclui votação do ajuste fiscal

Mãe tira criança de cadeirinha pouco antes de carro ser roubado na Asa Sul

Uma mulher de 32 anos teve o carro roubado na tarde desta quarta-feira (6/5), enquanto parava o veículo no estacionamento do prédio onde mora. Ela estava com o filho no veículo, uma criança de apenas 4 anos. Ele quase foi levado durante a ação dos bandidos, que estavam armados. O crime ocorreu por volta das 15h, na 402 Sul.

De acordo com informações da Polícia Civil do Distrito Federal, uma filmagem do circuito de segurança do residencial mostra a ação dos bandidos. A vítima informou para a polícia que dois homens a abordaram no momento em que ela estacionava o carro.

Com as armas em punho, a dupla exigiu que a vítima entregasse a bolsa e os pertences. No momento em que estavam indo embora, ela informou aos criminosos que o filho estava na cadeirinha e, por pouco, conseguiu retirar a criança do carro antes que a dupla fugisse com os pertences.

A 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), investiga o caso. Até o momento, ninguém foi preso.