Arquivo da categoria: Sem categoria

Celina Leão encoberta farra com dinheiro público na câmara legislativa

A câmara legislativa de Brasília publica salário de servidores. O escândalo é maior do que pensávamos, há casos de servidores ganhando 33 mil reais. A hipocrisia da presidente da casa é o pior que o caso em si. Ao passo que se diz a favor da transparência e da publicação ignora o ilícito moral. Celina Leão não tomou nenhuma atitude durante nove meses e agiu como se nada soubesse.

Os salários na Câmara Legislativa são tão altos que é preciso aplicar o desconto de abate-teto para que as remunerações de alguns servidores não extrapolem o limite constitucional. Na última folha de pagamento divulgada pela Casa, 132 funcionários tiveram os vencimentos reduzidos para adequá-los ao teto brasileiro – que é o salário de um ministro do Supremo Tribunal Federal. Os magistrados do STF ganham R$ 33,7 mil.

A imoralidade não para por aí, ainda temos o assalto aos cofres públicos, que os distritais fazem por meio da tão discutida verba indenizatória. Todos os meses, os distritais recebem R$ 20 mil para custear gastos como combustível, locação de imóveis e veículos, consultorias e divulgação de atividade parlamentar. Esse valor era de R$ 11,2 mil, mas em fevereiro a Mesa reajustou a verba em 77%.

Na Câmara Legislativa, 132 servidores têm salário maior do que ministro do STF

Os salários na Câmara Legislativa são tão altos que é preciso aplicar o desconto de abate-teto para que as remunerações de alguns servidores não extrapolem o limite constitucional. Na última folha de pagamento divulgada pela Casa, 132 funcionários tiveram os vencimentos reduzidos para adequá-los ao teto brasileiro – que é o salário de um ministro do Supremo Tribunal Federal. Os magistrados do STF ganham R$ 33,7 mil.

Entre os 132 funcionários de contracheque polpudo, o caso mais extremo foi o de um consultor legislativo que, em julho, teve um desconto de abate-teto no valor de R$ 13 mil. Ou seja, foi preciso abater esse valor para que o vencimento do servidor se igualasse ao de um ministro do Supremo. Nesse caso, não havia vantagens eventuais, como pagamento de um terço constitucional de férias: eram só os vencimentos somados a vantagens pessoais.

Como a Câmara ainda não faz a divulgação nominal dos salários, não é possível saber os nomes desses marajás do serviço público…. A Mesa Diretora aprovou esta semana a publicação dos vencimentos acompanhados dos nomes, mas ainda não há data para a abertura dos dados.

Poema pra noite

O fim do mito

Em vão tentamos construir
com o verbo aflito,
um deus, um mito
a paz sem conflito.

No silêncio do espírito
se esconde uma verdade
aquilo que intelecto apaga
não se escreve mais.

Assim se vai a calma
quando vem na alma
os temporais…

se dissolve o mundo
e a fé no homem
tudo vira sombra
que se desmorona
com a luz do entendimento.

Justiça condena igreja evangélica a indenizar fiel com HIV em R$ 300 mil

O homem diz que foi influenciado a parar o tratamento médico em troca da cura pela fé. Ele também teria parado de usar preservativo e contaminado a esposa com o vírus

A Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) terá de indenizar um fiel soropositivo, morador de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, em R$ 300 mil por danos morais. A 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do estado entende que a entidade influenciou o homem a abandonar o tratamento médico convencional de combate à Aids em troca da cura pela fé. 

Continuar lendo Justiça condena igreja evangélica a indenizar fiel com HIV em R$ 300 mil

Rollemberg e Celina Leão em ritmo de campanha

image

A eleição para o governador Rollemberg e Celina Leão ainda não acabou. Ambos vivem de eventos em eventos, são igrejas e aniversários, expondo a bela figura. Enquanto Brasília para com a ineficiência dos seus secretários, eles desfilam de mãos dadas e riso solto, tapinha nas costas do povo. O novo governo já ficou velho e inoperante.

Poesia pra hoje.

Onde anda a poesia?

A poesia está nos becos
nas esquinas das ruas
nos guetos, na pele negra
da crianca morta, no batom
vermelho da amante nua

A poesia está na insônia
do mundo, está no rio
no lamento anônimo
de um cão perdido
no cigarro acesso de um
vagabundo.

A poesia está lá fora
a bater na porta da amargura
à espera de boas-vindas
está no rosto de quem pede
pão e abrigo, está no vinho
está no trigo.

A poesia está em ti
quando rires e quando choras
está na partida suicida do outono
está no desconforto de quem vive
E na paz hipócrita de quem morre.

Minhas Memórias em contrução

big
Evan do Carmo

Nasci em 29/04/1964, em uma cidade do sertão da Paraíba chamada Monteiro. Antes de surgir oficialmente na história Monteiro era uma área de fazendeiros e criadores de gado. No final do século XVIII, algumas famílias lá se estabeleceram e, em 1800, Manoel Monteiro do Nascimento desmembrou uma área de sua fazenda, chamada Lagoa do Periperi, para construir uma capela consagrada a Nossa Senhora das Dores, distante 300 metros da margem do Rio Paraíba.

A beleza do local foi atraindo habitantes e, em pouco tempo, formou-se um povoado que, em 1840, deixou de ser Lagoa do Periperi e passou a se chamar Povoação da Lagoa (havia apenas duas casas de telha na época). Pouco tempo depois, em homenagem ao seu fundador, o povoado recebeu o nome de Alagoa do Monteiro.

A cidade foi sendo erguida à margem do Rio Paraíba, que nasce na Serra do Jabitacá, a 24 quilômetros da cidade. Este seria o rio da minha aldeia, mas eu nunca me banhei neste rio, só sei hoje da sua existência e história. Minhas lembranças estão ligadas mais aos açudes, onde eu ia pescar com meu irmão e colegas da rua onde morava, às margens destes açude também trabalhei bastante para ajudar minha mãe na produção de verduras.

Continuar lendo Minhas Memórias em contrução