DE LONGE QUASE TODOS SÃO NORMAIS

nietzsche4
Nietzcshe

Minha crônica diária, sobre a lucidez humana. Basta ler as notícias para perceber se nos enquadramos dentro de um perfil comum, a forma como reagimos determina se somos ou não normais.

Leio hoje, STF julga nesta quinta se Antonio Palocci tem direito à liberdade O Supremo negou habeas corpus ao ex-ministro, mas decidiu analisar hoje os termos da prisão preventiva devido à longa duração da medida, que já dura mais de um ano.

Continuar lendo DE LONGE QUASE TODOS SÃO NORMAIS

Anúncios

A SINUOSIDADE DOS CRONISTAS BRASILEIROS

saramago tls
José Saramago

Pode parecer comum, mas é covarde. Contudo, para tantos outros espíritos que circulam pela marginalidade da escrita, a famosa retórica de boteco, onde o cidadão tenta se movimentar em várias frentes, sempre atento ao que seus ouvintes gostariam de ouvir, a ideia central destas pequenas almas é manter a boa relação com a maioria.

Lendo hoje um artigo, de um velho jornalista de Brasília, colunista do Correio, onde o cidadão compara Lula com Robin Hood:   “As atitudes de Lula foram estudadas para ter um simbolismo político robinwoodiano, inspirado no famoso “bandido social”  Tentei fazer um comentário sobre o texto, mas não consegui, a ferramenta do site, das duas uma, ou não funciona ou foi bloqueado de propósito, para críticas e elogios.

Este tipo de comportamento premeditado é comum entre estes senhores de almas rasas, pois estes cronistas atuais não têm liberdade de expressão, nem condições de pensar por conta própria, são pagos para dizer o que outros gostariam. Até Machado de Assis foi condenado pela história por não se envolver nas grandes discussões políticas do seu tempo, também por ser amigo de gente poderosa. Assim, penso que um espírito livre não deve entrar para o jornalismo nem para a política, para não ser preso nem morrer de fome.

Se formos estudar outros escritores e suas relações com a política, veremos que, como Saramago, outros tentaram, mas logo perceberam que era um barco furado, desta forma, no caso de Saramago, perdemos um mal político e ganhamos um Nobel de Literatura.

Meu comentário censurado.

“Bom dia, meu caro colega, sobre este seu texto… muito fraco, apenas uma síntese do que foi dito… Sem contudo se posicionar sobre o fio cinza da neutralidade inteligente e necessária, para teu nobre ofício. Falta-te isenção e eloquência para tal assunto polêmico… A citação: ” As atitudes de Lula foram estudadas para ter um simbolismo político robinwoodiano, inspirado no famoso “bandido social” que tirava dos ricos para dar aos pobres. “ é vulgar, pueril, sinuosa, sem conteúdo!!!”

“Infeliz é o homem que pensa mais do que devia sobre sua importância no mundo. Portanto, não é o voto do povo nem o poder do político eleito que governam um mundo, nem uma sociedade específica. As forças dominantes são de outra esfera. É o capitalismo quem dita todas as regras de convivência sociais e todas as formas de governo em todo planeta.”

                                                                   Evan do Carmo. Síntese do livro, o moralista de 2009

Evan do Carmo 10/04/2018

 

Moro determina prisão e dá 24 horas para Lula se apresentar à PF

HHHH
O juiz Sérgio Moro, titular da 13ª Vara Federal de Curitiba e responsável pela operação Lava-Jato em primeira instância, expediu mandado de prisão para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo o documento assinado pelo magistrado, Lula tem até as 17h desta sexta-feira (6/4) para se entregar à Polícia Federal.

Continuar lendo Moro determina prisão e dá 24 horas para Lula se apresentar à PF

Almas negras – Everton Meeiros

Resultado de imagem para corvos
foto: http://www.megacurioso.com.br

São 22h33.

            Sentado numa antiga poltrona em veludo verde-musgo, adornada com recortes em imbuia envernizada e capitonê no espaldar, Howard Koontz, fumando seu charuto cubano preferido, observa a chuva torrencial que se choca contra a ampla janela de sua sinistra sala de estar, no vigésimo e último andar do hotel King Edgar Palace. Sem trégua, relâmpagos e trovões alternam-se durante a caudalosa chuva que cai há dias. Não há ninguém naquele apartamento, exceto Howard.

Continuar lendo Almas negras – Everton Meeiros

POEMAS PARA BRASÍLIA EVAN DO CARMO

BRASÍLIA

Penso na cidade como musa
como Daphne, ninfa de Apolo
de traços retilíneos 
de beleza sensual extravagante.

Um teatro a céu aberto
de trágicas comédias
de absurdos humanos.

Não és Roma nem Atenas
mas que pena
te falta um Júlio César
te sobra Lulas e Tancredos,
até um Ulisses ensaiaste.

Que fiasco foi a tua utopia
um paraíso restaurado
delírios de Dom Bosco
um padre embriagado
musa de mármore
de sangue quente e alma fria.

Tua presunção a Divindade te destrói
foste ao topo de toda sonhada vaidade
mas no fundo, Brasília
és menina moça
de semblante calmo e sereno
de pele macia e cor de rosa…

Teu futuro está no lago
entre o Sul e o Norte
nas Asas do Destino
onde a esperança do povo
é sempre verde e forte.

Evan do Carmo 04/04/2018

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, noite e atividades ao ar livre

Soneto do amigo

Soneto do amigo

Um velho que me diz verdades duras
em horas que não desejo ouvir
como um pai ou uma mãe a me pedir
cautela, para olhar além das amarguras

Às vezes tão distante e tão presente
contar com uma amigo é ter certeza
da voz que exala brandura e madureza
a infundir coragem, a nos tornar contente.

Alguém fiel, mas imperfeito como nós
humano e errante, mas leal e constante
um amigo antigo desata os nossos nós

Feliz é quem encontrou um grande amor
se a sorte não nos valeu neste sentido
pelo menos nos conceda um amigo de valor

Evan do Carmo 02/04/2018

Para todos os meus amigos, declarados e anônimos

Evan do Carmo

Literatura e Notícias

%d blogueiros gostam disto: